terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

A saudade guardada cá dentro



Dor não é cortar a mão,
não é trancar o dedo numa porta,
dor não é algo que pode ser explicado

Dor é estar bem, sorrindo até,
flutuando; e acordar do sonho de repente
e ver sua vida destrambelhada,
sem paz sem pão,
com a casa revirada

é olhar pro mundo sem entender,
e perder seu amor, o sono e o
sorriso pro resto da vida.

A dor é saudade,
não a saudade de quem mora longe,
de um amigo, de um lugar qualquer.

A dor é saudade de quem se ama,
é não saber o que vai acontecer quando se
deitar sozinho na cama

A dor da saudade é não saber
porque as lágrimas insistem em cair,
é não saber como vencer o silêncio que se faz
quando ela vai embora.

A saudade é não querer saber.
Saudade é querer fugir de quem se ama,
e ainda assim, doer.

Um comentário:

Raphael disse...

meu irmao, meu amigo! vc ta de parabens pelas poesias cara!! fico orgulhoso! escrever é bom, nos ajuda refletir a vida e nos tornarmos pessoas melhores!!

continua assim rapah!
te amo!
abracao